La Soluzione – Laura Pausini – Tradução

LETRA

Eri tu tra tutta quella gente

Eri tu con quell’aria importante

Eri tu che scioglievi il mio cielo di aquiloni

E trasformava in poesia la città di muri

Eri tu quella notte che ci siamo persi

Tra mille fasi, contrattempi e controtempi

Mi riconosceresti mai negli occhi che ora hai

E anche oggi rimando a domani

Per non pensarti più

Ma non ci credere a chi dice

Che questo tempo ci ha fatto perdere

Tu non gli credere

Lascio un passato di spettri e cerco nuovi confini

Ma in questa notte d’estate un pò di freddo ci vuole

Lascio le mie paure ad un soffio di vento

Per coprirti le spalle solo col mio silenzio

E non distinguo più

Orizzonti, universi o destinazione

Ma sei ancora tu

La soluzione

Eri tu quella notte che ci siamo chiesti

Se doveva finire dove finiscono tutti i momenti

Che tanto già lo sai che li conserverai

Anche oggi rimando a domani

E non pensarti più

Ma non ci credere a chi dice

Che questo fuoco diventa cenere

Tu non gli credere

Lascio un passato di spettri e cerco nuovi confini

Ma in questa notte d’estate un pò di freddo ci vuole

Lascio le mie paure ad un soffio di vento

Per coprirti le spalle solo col mio silenzio

E non distinguo più

Orizzonti, universi o destinazione

Ma sei ancora tu

La soluzione

Con gli occhi rossi di chi ha corso troppo

O forse pianto non me lo ricordo

Ma il tuo ricordo che mi tengo stretto

È il mio domani

Lascio un passato di spettri col futuro davanti

Ma in questa notte d’estate la vita è come ci vuole

Lascio le mie paure sulle spalle del tempo

Per riscrivere al buio il nostro cielo diverso

E non distinguo più

Orizzonti, universi o destinazione

Ma sei ancora tu

La soluzione

La soluzione

La soluzione

 

 

TRADUÇÃO

Era você entre todas aquelas pessoas

Era você com aquele ar importante

Era você que dissolvia o meu céu de pipas

E transformava em poesia a cidade de muros

Era você naquela noite que nos perdemos

Entre mil fases, percalços e contratempos

Você nunca me reconheceria com os olhos que você tem

E até o hoje eu deixo para o amanhã

Para não pensar mais em você

Mas não acredite em quem diz

Que esse tempo te fez se perder

Não acredite neles

Deixo os fantasmas do passado e busco novos limites

Mas nessa noite de verão um pouco de frio é necessário

Deixo meus medos em um sopro de vento

Para cobrir teus ombros apenas com meu silêncio

E não distingo mais

Horizontes, universos ou destino

Mas você ainda é

A solução

Era você naquela noite que nos perguntamos

Se deveria terminar onde se terminam todos os momentos

E mesmo que você já saiba que os conservará

Até o hoje eu deixo para o amanhã

E não pense mais

Mas não acredite em quem diz

Que esse fogo se torna cinzas

Não acredite neles

Deixo os fantasmas do passado e busco novos limites

Mas nessa noite de verão um pouco de frio é necessário

Deixo meus medos em um sopro de vento

Para cobrir teus ombros apenas com meu silêncio

E não distingo mais

Horizontes, universos ou destino

Mas você ainda é

A solução

Com os olhos vermelhos de quem correu bastante

Ou talvez chorado, não me lembro

Mas a tua lembrança que guardo apertada

É o meu amanhã

Deixo os fantasmas do passado com o futuro pela frente

Mas nessa noite de verão a vida é como se quer

Deixo os meus medos nos ombros do tempo

Para reescrever na escuridão o nosso céu diferente

E não distingo mais

Horizontes, universos ou destino

Mas você ainda é

A solução

A solução

A solução

Seja a primeira pessoa a comentar