LE DUE FINESTRE – LAURA PAUSINI – TRADUÇÃO

LETRA

Succede così di perdersi

E la neve copre i passi fatti fin qui

Siamo due finestre dove il sole non entra più

Quando rimane il buio è lì che manchi tu

Le mani sul cuscino, i tuoi occhi su di me

Li ho cercati da lontano quando ho capito che di me

Hai visto l’invisibile

Guardami

Se non ti sento, ascoltami

Se sto in silenzio, resta qui

Se tutto il bene che ti ho dato ancora esiste

Scusami

Se non ti ho capito, aiutami

Sono qui per questo, abbracciami

Perché vedo ancora luce in quelle due finestre

Due finestre

Ho avuto tanto e di più

Ma tra le cose che ho

Non ho trovato rifugio

Non l’ho trovato però

Si dice che il destino perdona solo se

Al di là di ciò che abbiamo

Conta se ami ed il perché

Conta chi ami ed il perché

Guardami

Se non ti sento, ascoltami

Se sto in silenzio, resta qui

Se tutto il bene consumato ancora esiste

Scusami

Se non ti ho capito, aiutami

E se poi mi perdo, abbracciami

Perché vedo ancora luce in quelle due finestre

Ma sono così fragile

Sento in mezzo al panico la assenza che mi assale

Non sai quanto è difficile

Perdersi tra immagine di un letto dove non ti trovo mai, mai

Guardami

Se non sto a sentire, ascoltami

Finché c’è silenzio, resta qui

È una notte complicata ma soltanto nostra

Scusami

Se non ti capisco, aiutami

Sono qui per questo, abbracciami

Perché vedo ancora luce in quelle due finestre

E guardami

Se amore è sempre amore

In fondo poi resiste

Guardami

E se ti cerco, ascoltami

Sono qui per questo, abbracciami

Tutto il bene che hai provato

Ancora esiste

 

TRADUÇÃO

 

Pode acontecer de se perder assim

E a neve cobre os passos dados até aqui

Somos duas janelas onde o sol não entra mais

Quando a escuridão permanece é alí que você faz falta

As mãos sobre o travesseiro, os teus olhos sobre mim

Procurei de longe quando entendi que em mim

Você viu o invisível

Me olhe

Se não te sinto, me escute

Se estou em silêncio, fique aqui

Se todo o bem que te dei ainda existe

Me desculpe

Se não te entendi, me ajude

Estou aqui por isso, me abrace

Porque ainda vejo luz naquelas duas janelas

Duas janelas

Já tive tanto e ainda mais

Mas entre as coisas que tenho

Não encontrei refúgio

Não encontrei porém

Dizem que o destino só perdoa se

Além daquilo que temos

Importa se você ama e o porquê

Importa quem você ama e o porquê

Me olhe

Se não te sinto, me escute

Se estou em silêncio, fique aqui

Se todo o bem consumado ainda existe

Me desculpe

Se não te entendi, me ajude

E se eu me perder, me abrace

Porque ainda vejo luz naquelas duas janelas

Mas são tão frágeis

Sinto em meio ao pânico a ausência que me ataca

Você não sabe o quanto é difícil

Se perder entre imagens de uma cama onde não te encontro mais, nunca mais

Me olhe

Se não estou sentindo, me escute

Até que haja silêncio fique aqui

É uma noite complicada mas apenas nossa

Me desculpe

Se não te entendo, me ajude

Estou aqui por isso me abrace

Porque ainda vejo luz naquelas duas janelas

E me olhe

Se amor é sempre amor

No fundo então resiste

Me olhe

E se eu te procuro, me escute

Estou aqui por isso, me abrace

Todo o bem que você provou

Ainda existe

Seja a primeira pessoa a comentar